segunda-feira, 4 de abril de 2011

Burros Falantes


Com o Boom das novas tecnologias da informação, pensei que estaríamos mais informados e até enganjados em causas nobres e da sociedade. Que nada, parece a população "emburreceu" , se tornou mais sedentária, preguiçosa e estranhamente idiota.


Quando Renato Russo disse "vocês vão ver suas crianças derrubando reis" logo depois derrubamos o reizinho de Alagoas, Collor. Tudo bem, não foi aquele movimento todo criado pela mídia, mas podemos bater no peito e dizer que derrubamos um presidente.


Quantos agora poderiam ter o mesmo destino? E o que fazemos? Muito mal um abaixo assinado pela internet, e olhe lá. Os protestos viraram gritos no escuro na grande rede. Falamos para quem não quer ouvir ou para quem não entende o que se fala. Então, nessa leva surgem "politizadinhos" que nada entendem da verdadeira política e querem berrar engodos famigerados que cansados estamos de ouvir.


Há quanto tempo não parimos um revolucionário?Bons tempos que tínhamos heróis de verdade. Aqueles que davam suas caras a tapas e não tinham medo das caras feias do legislativo. Hoje, o que temos é apenas uma roupa remendada colorida que nos apegamos com esperança de que um dia essa fantasia faça milagres e mude o nosso Brasil.


Assim, entra Bolsonaros, saem Sarneys e vamos rindo dos Tiriricas. E o que fazemos? Nada! Colocar nos TTs "Fora Bolsonaro" ou "Fora Sarney" não resolve de nada. Nossas vozes estão sendo abafadas por uma falsa imprensa sem fronteiras. Afinal, estamos falando para quem? Quem nos ouve? Será que realmente nos ouve?


Não precisamos mais pintar nossas caras e ir para as ruas! Nossas caras já estão borradas como face de palhaço. Temos que saber falar, aprender a falar e falar com quem se deve falar. Chega de depositar nossas esperanças nos engravatados de Brasília ou da TV.Não tem TSE, TJ, MP, CQC ou PT. De sigla estamos fartos, pois a única que resolve, não valorizamos que é a P.O.V.O .


Portanto, até quando vamos ficar nessa? Somos o país do futuro, aquele que mais cresce, o tal, mas verdadeiramente caminhamos a passos de cágado. Queremos discutir o futuro mas não sabemos viver o presente. Somos cabeças pensantes só não sabemos pôr em prática as nossas idéias.Não sabemos falar, ouvir e nem agir. Somos como mulas que empacam, quando se sentimos acuados gritamos para niguém. Emburrecemos, mesmo.

2 comentários:

Lucimere disse...

A praça dos três poderes, é um espaço aberto entre os três edifícios monumentais da República: o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal e o Congresso Nacional. E foi planeja com o objetivo e abrigar "o povo" que se valeria do espaço para reivindicar seus direitos... exigir providências, derrubar poderes... mas, curiosamente, anda vazia; Somente turistas passeiam por lá; E a interpretação disso, é que "o povo" acha que está tudo bem.
Eu tb sinto falta de um líder, do lado de cá, nosso.
abraço.

The Pavuna Times disse...

Lucimere, primeiramente, muito obrigado por ler um post meu e comentá-lo. Fico feliz em saber que não falo para o nada e que tem alguém me ouvindo.

Muito pertinente a sua colocação, de fato, precisamos saber votar e em quem votar. O povo precisa saber a importância de cada voto e o que isso muda nas nossas vidas.

Obrigado pelo comentário e volte sempre, trazendo mais amigos.